Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Girls ♥

Moments for life...

(Re)começar!!

 

Ela ia entusiasmada, eu ia desalentada, durante uma hora ela brincou e ficou encantada, na mesma hora eu fiquei angustiada e a contar os segundos!

 

Ela ultrapassou o momento com distinção, e eu vou ali marcar uma consulta de psicoterapia para me tratar da ansiedade crónica.

 

Inicia-se assim um novo ciclo, good luck my little baby  

 

Inicio da Pré-Escola :)

 
 
 
 

Afinal o que aconteceu :|

 

 

 

 

 

Ficou em choque ao descobrir que o chupa-chupa que eu lhe tinha dado uns minutos antes estava a desaparecer, sem perceber o porquê, decidiu chorar, espernear, descabelar-se, e eu sem perceber o que se passava e qual motivo daquela birra tristeza, por fim lá consegui dialogar entre lagrimas e pontapés, sendo que depois de uma longa conversa assimilou o conceito e voltou à sua vidinha com normalidade :|

 

 

As escolhas!!!!

 

 

 

 

Meu pequeno amor, lamento informar, mas aos 26 meses as escolhas resumem-se a:

 

Ver o Ruca ou o Uki?

 

Comer morangos ou melão?

 

Lavar os dentes, a hora de dormir e vestir o pijama não estão de momento em negociação, daqui a uns anos prometo rever o direito de escolha para estes itens!!!

 

♥,love u

 

os diparates outra vez

 

 

 

 

E antes de completar 22 meses chego à conclusão que minha filha tem uma queda natural para o disparate.

 

Para além dos disparates vários que nos proporcionam sempre muita risota, há alguns comportamentos que me preocupam.

 

Problema nº 1: Como se ensina a uma criança de 21 meses os perigos de andar aos pinotes no meio da rua, sempre que põe o pé fora de casa, ele é babymenina a correr, mãe a correr, pai a correr, com este andamento ainda me vou tornar uma atleta profissional, já tentei várias abordagens para tentar minimizar este pequeno problema, mas nada funciona?!?!?!

 

Problema nº 2: As birras, ui as birras, estão a escalar em direcção ao pico, tento resolver sempre com as maiores das calmarias o maldito comportamento, mas este método das calmarias está a falhar ou nunca foi mesmo muito eficaz, estou a tentar uma nova abordagem para interiorizar na mente de 80cm de gente as regras do bom comportamento, e que as birras não resolvem o problema da obtenção do objectivo, a minha DÙVIDA agora È? Dar umas palmadas nos comportamentos mais gravosos? Sei que uma palma no rabiosque nunca fez mal a ninguém, mas não será cedo de mais? Os castigos será uma solução a implementar a curto prazo, falta é saber como é que vou sobreviver ao beicinho da minha babymenina e ao olhar de profunda indignação!!

 

Sorry, Love u

 

 

 

Ver televisão pode afectar o desenvolvimento dos bebés ...

Estudo científico publicado na visão

 

17:19Terça feira, 18 de Out de 2011

Os bebés dos 0 aos 2 anos não devem ver televisão, devem brincar. A Academia Americana de Pediatria alerta para atrasos no desenvolvimento infantil. A recomendação médica confronta-se com a evolução tecnológica.

"Há dez anos, a Academia Americana de Pediatria sugeriu que a exposição de crianças menores de dois anos à televisão podia ter efeitos negativos no seu desenvolvimento, sendo o mais aconselhável reduzir o número de horas de consumo. Na altura, a sugestão da APP tinha tanto de ciência como de senso comum; os estudos acerca do desenvolvimento infantil e do consumo mediático estavam ainda a começar.

 

Uma década depois, algum amadurecimento nos estudos da APP permitiu-lhe chegar a um veredicto: os bebés verem televisão, vídeos ou qualquer outra forma passiva de consumo mediático "não é bom, e provavelmente negativo".

 

Os media "potenciam efeitos negativos em crianças menores de dois anos, e não são conhecidos efeitos positivos" dessa exposição, segundo a conclusão do relatório da APP publicado, esta terça feira, no Encontro Anual da Academia, em Boston - EUA.

 

Desde que a APP fez a suas primeiras recomendações, em 1999, os ecrãs de entretenimento passivo - tv, leitores de dvd e computadores - têm estado cada vez mais omnipresentes e, em média, crianças com 12 meses de idade veem 1 a 2 horas por dia nos vários formatos. A faixa etária dos 0 aos 2 anos tem sido alvo de programação comercializada como educacional, muitas vezes usada pelos pais que estão convencidos dos seus benefícios.

 

Os estudos efetuados revelaram que as crianças até aos dois anos não percebem o que está a passar nos ecrãs, veem antes uma caixa luminosa e hipnotizante.

 

À medida que os ecrãs foram sendo desenvolvidos também foi a investigação. "Foram realizados cerca de 50 estudos desde 1999", declarou Ari Brown, uma dos Pediatras autores do relatório.

 

Utilizar a televisão para ajudar a dormir pode também provocar irregularidades e perturbações durante o sono. Embora os seus efeitos noturnos não tenham sido ainda provados, é certo que uma noite mal dormida pode provocar problemas de disposição, comportamento e aprendizagem. Três estudos, desde 1999 determinaram uma ligação entre o aumento de horas de consumo mediático infantil (0-2 anos) e um desenvolvimento retardado. Ainda não se sabe, porém, se tal será uma causa ou um efeito.

 

Mesmo quando a televisão está ligada para dar ambiente, as crianças desta idade são atraídas pelo som e pela imagem, distraindo-se assim de brincar - uma das atividades mais importantes para um desenvolvimento profundo. A recomendação de Brown aos pais para os momentos mais ocupados do dia é simples: deixar os pequenos brincar sozinhos, permitindo-lhes desenvolver uma forma de entretenimento autónomo. " É tempo valioso. Eles estão a resolver problemas, a usar a imaginação, a pensar criativamente, e a entreter-se".

 

O efeito das aplicações do Ipad nas crianças é ainda desconhecido. Brown não critica a utilização dos programas educacionais do Ipad, mas procurará perceber e divulgar os efeitos dos mesmos no desenvolvimento das crianças."



Ler aqui: http://aeiou.visao.pt/ver-televisao-pode-afectar-o-desenvolvimento-dos-bebes=f628416#ixzz1bDzkI7XN

 

 

 

Disparates!!!



 

 

Que fique aqui registado que aos 15 meses, já faz imensos disparates!!!

 

Tentar mandar abaixo o candeeiro de pé, que pesa 3 vezes mais que o seu peso é um comportamento altamente reprovável aqui pela "mã" e pelo "api.

 

Solução: Aplicar a cara de zangada(o), ralhar, ralhar, ralhar, retirar pikiti da cena do crime e ficar com coração apertadinho.

 

Resultado: Pikiti fica num pranto :(

 

 

Em casa do tio...

 

 

 

gosto de desligar e ligar a televisão, desligar e ligar a televisão, desligar e ligar....

 

 

Liga e desliga a televisão e olha para quem está refastelado no sofá e diz ohhh, temos engraçadinha temos, vou ali fazer uma pesquisa intensiva no site da Fnac para achar um livro que aborde o tema " Como educar um filho para que se saiba comportar em casa alheia"  já volto DAQUI A UNS DIAS.